26 anos de igreja Adventista em Aparecida (Set 2018 )

Luis goncalves aparecida do norte evangelismo

Tudo começou com uma promessa feita por Luis Gonçalves, na época um jovem obreiro. Por ocasião de sua conversão ele prometeu a Deus que se sua família se convertesse, um dia ele evangelizaria Aparecida e Roma. Tudo isso devido à sua experiência anterior como coroinha da igreja romana.

A revista Adventista de Novembro de 1992 registrou o feito marcante que fincou a bandeira da mensagem Adventista na cidade mais católica do Brasil: Aparecida do Norte.

MATÉRIA 


Publicamos aqui a matéria na íntegra da Revista Adventista Nov 92:

"Grande batismo marca a presença adventista em Aparecida do Norte

Obatismo de 119 pessoas, no sábado 26 de setembro foi considerado um marco histórico para a comunidade adventista do Vale do Paraíba, SP, pertencente ao Campo da Associação Paulista Leste: a Igreja Adventista do Sétimo Dia instalou-se definitivamente em Aparecida do Norte, cidade mundialmente conhecida por sua forte ligação com o catolicismo.

Dentre os batizados, 73 são moradores locais, enquanto os demais são conversos de todo o distrito pastoral com sede em Lorena. A liderança do Campo aproveitou a oportunidade para realizar um grande congresso, que reuniu aproximadamente mil pessoas no auditório de uma escola municipal.

Cerca de 50 ônibus especiais e centenas de autos particulares, que trouxeram adventistas e um grande número de visitantes da capital e de diversas cidades próximas, movimentaram a cidade.

Na opinião de vários líderes da APL e da União Central, foi um dos eventos mais significativos para a Igreja Adventista no Brasil, em 1992. 

Congresso e batismo


Uma das principais atrações, segundo o público presente ao congresso, foi a intensa participação do Quarteto Arautos do Rei, da Voz da Profecia. Eles fizeram várias apresentações, iniciando com a Escola Sabatina.

O sermão do culto foi apresentado pelo Pastor Pável Moura, da UCB. Ainda durante a parte da manhã, os presentes foram conclamados a distribuir, logo após o almoço, exemplares do folheto 'Ele é a Saída' à população local. De acordo com informações obtidas junto aos organizadores do trabalho, cerca de 36 mil folhetos foram entregues em pouco mais de uma hora.

À tarde, a partir das 15 horas, o congresso teve seqüência com nova apresentação dos Arautos do Rei. A seguir, um grande coral infantil também deu seu recado musical. Após um sermonete do Pastor Paulo Stabenow, presidente da APL, teve início o grande batismo, cerimônia que estava sendo aguardada com muita ansiedade pelos presentes. A partir desse momento, a rádio Monumental passou a transmitir, ao vivo, diretamente do recinto do congresso.

O primeiro a ser batizado foi o Sr. Arlindo B. A. Silva. Ele havia sido adventista 20 anos atrás. Deixara a igreja e passara a viver inteiramente fora dos princípios que um dia adotara. Quando foi iniciada a campanha evangelística na cidade, no começo deste ano, o irmão Arlindo foi um dos primeiros a assistir as reuniões, logo tomando sua decisão de aceitar a Cristo.

Arlindo primeiro adventista de aparecida

Ao ser rebatizado, sentiu-se profundamente emocionado, levando os pastores oficiantes e muitos presentes a se comoverem com a cena.

O batismo dos demais candidatos foi oficiado por vários pastores, em sistema de revezamento, num ambiente de grande solenidade, embora o local não fosse um templo consagrado ao serviço religioso.

Terminada a cerimônia, o Pastor Stabenow não precisou insistir muito em seu apelo convidando pessoas para participarem do próximo batismo, previsto para o final deste ano. Mais de uma centena de interessados atendeu ao chamado. O obreiro local informou à reportagem da Revista Adventista que a maioria já está recebendo estudos bíblicos e se preparando para selar publicamente sua fé.

Dentre os participantes do evento, destacaram-se os Pastores Pável Moura, Aerce Marsola e Antenor Cruz, respectivamente, secretário, departamental de Mordomia e líder de Ação Missionária da União Central Brasileira; os Arautos do Rei, da Voz da Profecia; os Pastores Paulo Stabenow, Alcy Oliveira e Levi Borreli, que atuam como presidente, tesoureiro e secretário da Associação Paulista Leste; e os departamentais, Pastores Gérson Santos, Roberto Motta, Acílio Alves Filho e Ivan Góes, além do Pastor Wagner Vieira, distrital de Lorena. 

Batismos aparecida do norte Adeventista

Evangelização de Aparecida: grande desafio


A cidade sempre foi classificada como um campo difícil de ser evangelizado, em razão do grande movimento católico instalado no local. Há quem a denomine "pequeno Vaticano no Brasil".

No final de 1991, o empresário adventista Paulo Sérgio Vaz — que define a si mesmo como 
uma pessoa fascinada por desafios — resolveu aceitar mais um repto, patrocinando uma campanha evangelística em Aparecida.

Antes ele já havia prestado apoio 
financeiro a um trabalho de evangelização na Albânia, país europeu que não contava com a presença adventista até recentemente. Também patrocinou uma outra campanha no bairro de Santana, em São Paulo. Em ambos os lugares, hoje existem igrejas organizadas com cerca de 100 membros cada.

Em fevereiro deste ano, Paulo Sérgio enviou para a cidade de Aparecida, Luís G. Silva, um de seus funcionários que trabalha em tempo integral como obreiro bíblico.

A primeira providência tomada foi estabelecer contato com a Rádio Monumental, emissora não ligada à Igreja Católica. Logo iniciou-se a transmissão de um programa de 10 minutos, quatro vezes por semana — Restauração da Verdade — que em pouco tempo foi estendido para 30 minutos.

A partir do contato com o público através do rádio, os primeiros interessados foram surgindo, o que possibilitou o início de uma série de conferências.

As reuniões eram realizadas na casa um ex-adventista, Sr. Arlindo — o primeiro interessado. Com o aumento da audiência, e aproveitando a época da Semana Santa, foi decidido alugar um salão. Assim, a partir de 14 de abril, a série tomou maior impulso, com um público de aproximadamente 250 pessoas presentes em cada uma das quatro reuniões semanais.

Nessa ocasião, o jovem Cirilo, irmão do obreiro Luís, deixou sua carreira de jogador de futebol profissional para unir-se ao trabalho realizado em Aparecida. Um grupo de colportores realizou uma grande campanha na cidade e logo em seguida, o Pastor Roberto Motta, evangelista da APL, passou a acompanhar mais de perto o trabalho de evangelização no local.

Segundo o irmão Luís Silva, até o momento não há preconceito declarado contra os adventistas, embora alguns casos isolados já se tenham manifestado. A movimentação católica é maior em relação aos visitantes, conhecidos como romeiros. 

Os próprios habitantes da cidade, em geral, embora vivam muito em função do turismo religioso, não são tidos como católicos fanáticos e têm aceito com certa simpatia e até mesmo com grande avidez a pregação adventista.

A meta da recém-instalada Igreja Adventista de Aparecida do Norte é a aquisição de um terreno e a construção de um templo, enquanto o irmão Paulo Sérgio Vaz sente-se motivado a buscar outras cidades paulistas que ainda não contam com a presença adventista. — Wilson de Almeida, enviado especial"
(Revista Adventista Edição Nov 1992 Acesse Aqui)

REVISTA PDF


Veja aqui a matéria original em formato PDF:

PAULO VAZ


Conheça um pouco mais da história do empresário Adventista que patrocina campanhas evangelísticas em todo o mundo: 



CONVERSÃO LUIS GONÇALVES


Esse é o testemunho do Pr. Luis Gonçalves, hoje (2018) líder do departamento de evangelismo da Igreja Adventista para toda a America do sul.


CONCLUSÃO

promessa_cumprida livro

A história desse trabalho em Aparecida virou livro lançado recentemente pela CPB, de autoria do Jornalista Diogo Cavalcante o livro 'Promessa Cumprida' narra a história de conversão do pastor Luís Gonçalves e de como ele conduziu o evangelismo que contribuiu para o estabelecimento da Igreja Adventista do Sétimo Dia em Aparecida.