SLIDES Semana Santa IASD 2020 - Amor Escrito Com Sangue

PPT_Semana Santa_2020 iasd

A programação da semana da Igreja Adventista na América do Sul ocorrerá entre 4 e 11 de Abril de 2020 e terá como tema 'Amor Escrito com Sangue'

O evangelismo de colheita na Semana Santa é um momento muito especial para apresentar Jesus e a vida que encontramos nEle por meio da Palavra de Deus.

O objetivo do evangelismo é o de relembrar o sacrifício, morte e ressurreição do Senhor Jesus Cristo em favor da humanidade.

Em 2020, a Igreja Adventista do Sétimo Dia comemora 50 anos deste projeto. 

Será uma semana muito especial, que em anos anteriores já ajudou milhares de pessoas a terem uma experiência viva com o Cristo que salva e intercede por nós.

Você pode baixar aqui todos os materiais para realizar essa projeto em sua igreja.

Acompanhe o guia de preparação com a apresentação inicial:


TEMA 8 - Sábado, Cristo nosso Rei

semana santa iasd 2020 tema 8

TEXTO CHAVE: Apocalipse 19:16

“Tem no seu manto e na sua coxa um nome inscrito: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES”.

INTRODUÇÃO


Existem certas cerimônias, festas e momentos na vida que ficamos ansiosos para que cheguem logo para celebrarmos: nascimento de um filho, apresentação da criança na igreja, quinze anos, formaturas da escola dentre outros momentos especiais. 

Mas acredito que a cerimônia mais aguardada é o casamento. Todos ficam felizes e quando a música toca queremos que a noiva entre. Que momento espetacular!

TEMA 7 - Sexta, Cristo nosso Juiz

semana santa iasd 2020 tema 7

TEXTO CHAVE: Hebreus 4:15

“Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado”.

INTRODUÇÃO


O tema do santuário pode parecer complicado demais para alguns, e para outros um assunto sem importância, visto que é “coisa do Antigo Testamento”, e não deve ser motivo de estudo para os cristãos que “estão debaixo da graça”. 

Entretanto, vemos que o santuário era uma maquete ilustrativa do plano da salvação em todas as suas fases: 

(1) fase do sacrifício, onde Jesus, o verdadeiro “Cordeiro de Deus” se entrega em lugar do pecador; 

(2) fase da mediação, onde Jesus se assenta à direita do Pai no Céu e apresenta o seu sacrifício como válido para todo aquele que crê nEle; 

(3) fase do julgamento, onde Cristo toma os registros dos nossos pecados e julga a cada ser humano que já viveu na terra. Esse estudo é sobre essa terceira fase.

PERGUNTA 


Você já deve ter assistido algum filme ou série em que um tribunal se reúne para julgar alguém. 

Quem são os personagens mais importantes de um julgamento? (Réu, juiz, advogado, acusador/promotor, testemunhas, plateia. Deixe que o grupo mencione esses nomes, mas os estimule também a descrever as características de cada personagem).

1. EXPLICANDO O TEXTO


Santuário na Terra x Santuário no Céu

- A festa mais importante para o povo de Deus na época do santuário era o “dia da Expiação”, que acontecia uma vez ao ano. 

Era um dia de purificação. Durante todos os dias do ano os pecadores traziam suas ofertas e confessavam seus pecados. 

O cordeiro morria em lugar do pecador e o sangue do cordeiro era levado para dentro do santuário e aspergido, simbolicamente transferindo os pecados para o próprio santuário. No dia da Expiação havia uma faxina completa para deixar os santuário “purificado”.

- Nesse dia, o sumo sacerdote entrava no lugar santíssimo (apenas nesse dia), e apresentava-se diante de Deus. Então, saía do lugar santíssimo, passava pelo lugar santo, e chegava ao pátio onde os adoradores o esperavam, para terem a certeza de que Deus havia aceitado seus sacrifícios.

- Como última parte desse ritual simbólico, o sumo sacerdote recebia dois bodes e sorteava entre eles, um para ser do Senhor, e outro para ser de Azazel. 

Este último simbolicamente recebia todos os pecados cometidos pelo povo naquele ano e que tinham ficado registrados no santuário. O bode era então levado ao deserto e abandonado lá para morrer. Dessa forma, tanto o santuário, como o arraial finalmente era purificado.

- A Bíblia é clara em nos declarar que o santuário da Terra é uma sombra do verdadeiro santuário que fica no Céu. Logo, as coisas que aconteciam na terra eram “tipos” das realidades espirituais e daquilo que acontece no céu (Hb 8:5).

- Logo, a purificação do santuário terrestre ilustrava a obra de Cristo em favor do pecador e do juízo que seria realizado no Céu. Do ponto de vista do pecador, o sacrifício de Cristo na cruz foi completo, mas os registros de pecados permanecem. Por essa razão, o santuário no céu precisa passar por uma purificação.

- O Apocalipse ensina que na volta de Jesus a recompensa será dada a cada ser humano, de acordo com suas obras (Ap 22:12). Logo, é necessário que uma obra de investigação ou juízo preceda a volta de Jesus. 

Essa obra era encenada pelo grande dia da expiação em Israel, mas chegaria o momento em que Deus começaria a julgar os habitantes da Terra, para dizer quem serão os salvos e os condenados, e eliminar para sempre o pecado.

PERGUNTA 


Se Deus sabe de todas as coisas, por que é necessária uma investigação para determinar quem está salvo e quem está perdido? (Deixe o grupo comentar o que pensam sobre isso. Depois comente que Deus sabe todas as coisas, mas os demais seres do universo não. Deus vai passar a limpo a história de cada um, para não deixar dúvidas da Sua justiça).

CONCLUSÃO


Só existe uma esperança de escapar da condenação no juízo e obter a vida eterna – entregando nosso caso nas mãos de Jesus, o justo juiz (At 17:31).

João ensinou que o “Pai a ninguém julga, mas ao Filho confiou todo julgamento” (Jo 5:22). 

Paulo ensina que Jesus é juiz dos vivos e dos mortos (At 10:42). O livro do Apocalipse, falando sobre os salvos, declara: “São estes os que vêm da grande tribulação, lavaram suas vestiduras e as alvejaram no sangue do Cordeiro” (Ap 7:14).

Os salvos alcançaram uma rica experiência com Jesus. Creram em Seu sacrifício expiatório e se apegaram a seus méritos. Por isso a Bíblia declara:

“E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (At 4:12).

Sim, o templo celestial tornou-se um lugar de expiação e julgamento, mas o Juiz nos ama e deseja conceder a todos os méritos de uma vida sem pecado, a única forma de escapar da condenação do pecado. Por isso, vamos nos achegar a Ele com confiança!

PERGUNTA 


Sabendo o tempo solene em que vivemos, que tipo de mudanças você gostaria que Deus fizesse em sua vida? Se você ainda não entregou sua vida a Jesus, gostaria de fazê-lo nesse momento?

(Apele a uma entrega a Cristo, nosso justo juiz. Depois ore por cada decisão).

Adaptação: Pr. Caio Oliveira
Departamental de Ministério Pessoal da Associação Amazonas Roraima

TEMA 6 - Quinta, Cristo nosso Advogado

semana santa iasd 2020 tema 6

TEXTO CHAVE: 1 João 2:1

“Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo”.

INTRODUÇÃO


O santuário terrestre e o santuário celestial relacionam-se de duas for- mas: (1) estruturalmente, e (2) funcionalmente. 

A estrutura de dois compartimentos do santuário terrestre aponta não somente para um santuário celestial com duas partes (santo e santíssimo), mas também para o ministério de Cristo em duas fases, como sacerdote e sumo sacerdote (ver Ap 1:12-16; 8:3-5; 11:19), assim como acontecia aqui no santuário terrestre.

TEMA 5 - Quarta, Cristo nossa Esperança (SS 2020)

semana santa iasd 2020 tema 5

TEXTO CHAVE: 1 Coríntios 15:20

“Mas, de fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem”.

INTRODUÇÃO


O povo de Israel celebrava sete festas ao longo do ano. Essas festas comemoravam eventos importantes da história nacional, mas também eram pré-figurativas ou tipológicas, uma vez que apontavam para eventos futuros de maior magnitude.

PERGUNTA 


Existe alguma data comemorativa com um significado muito especial para você e para sua família? Qual o motivo?

TEMA 4 - Terça, Cristo nossa Garantia (SS 2020)

semana santa iasd 2020 tema 4

TEXTO CHAVE: João 1:29

“No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!”

INTRODUÇÃO


A empresa Franklin Covey ministra um curso chamado “A Velocidade da Confiança”. Nesse curso, os palestrantes da empresa citada, falam que quando uma empresa constrói uma imagem de integridade e confiança diante de seus clientes, os negócios são fechados com muito mais rapidez e com menos custo nos processos contratuais.

Em outras palavras, é como que, quando demonstramos que somos dignos de confiança, nossa palavra vale mais do que um contrato assinado em
cartório.

PERGUNTA 


Você conhece alguém ou alguma empresa que lhe transmite confiança pelo cumprimento das promessas que faz? Você poderia compartilhar o que fez você ter essa confiança? Você se considera uma pessoa digna da confiança dos outros?

1. SIM SIM, NÃO NÃO


Certa ocasião, quando falava sobre os juramentos (Mt 5:33-37), Jesus disse que nossa palavra deveria ser digna de confiança, de tal maneira que quando falássemos sim ou não, seria desnecessário fazer juramentos.

Nos dias anteriores, estudamos sobre uma promessa feita por Deus, após o surgimento do pecado, de que Ele levantaria um Descendente de Eva, que seria ferido pela serpente, mas que Ele esmagaria a cabeça da serpente (Gn
3:15).

Vimos também que este plano de resgate para o mundo foi estabelecido mesmo antes de ser necessário. Pedro fala desse amor previdente de Deus quando declara que somos salvos...

“[...] pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo, conhecido, com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós” (1 Pe 1:19, 20).

PERGUNTA


LEIAM JUNTOS JOÃO 3:16-18.

Se você tivesse feito uma promessa a alguém, até onde estaria disposto a
ir para manter sua promessa? Até onde Deus foi para cumprir a promessa
dEle?

2. LEMBRANÇA CONSTANTE


Diariamente, no serviço do templo, no antigo testamento, os pecadores traziam seus cordeiros como oferta para obter o perdão dos seus pecados, como
Deus havia orientado.

Além desses animais trazidos pelos próprios pecadores, o santuário providenciava, todos os dias, dois cordeiros para o holocausto (Êx 29:38, 39). 
Estes eram oferecidos, um pela manhã e outro à tarde. 

Esse sacrifício contínuo, como era chamado, buscava beneficiar os pobres que não tinham animais para trazer ao santuário e ofertar por seus pecados, e para os israelitas que porventura estivessem longe, e por isso não pudessem vir sacrificar.

Cada cordeiro que era ofertado no santuário era uma representação do Cordeiro de Deus que um dia seria dado como oferta pelo pecado do ser humano.

No santuário terrestre, símbolo do celestial (Êx 25:8, 9 e 40), os cordeiros eram sacrificados no altar de holocaustos, que era o símbolo do calvário, onde Jesus foi sacrificado uma vez por todas para a salvação de todo aquele que crê (Hb 9:26-28; 10:10-14).

PERGUNTA 


LEIAM JUNTOS HEBREUS 10:10-14.

Ao ler os textos acima, o que você diria sobre o significado do véu haver se rasgado de cima a baixo (Mc 15:38) quando Jesus foi sacrificado na cruz?

CONCLUSÃO


Quando Deus terminou a Sua obra criadora, Ele exclamou, com uma sensação de satisfação, que “tudo era muito bom”. Com o mesmo sentimento de dever cumprido, ao pagar o preço pela conclusão da obra da redenção, Jesus declarou na cruz: “Está consumado”.

Uma única e sufi ciente oferta fora entregue, de uma vez por todas, para a salvação de todo aquele que crê. Um sacrifício perfeito e definitivo tomara o lugar daquelas ofertas de animais que foram estabelecidas para apenas simbolizar a obra suprema do Cordeiro de Deus.

PERGUNTA 


Se você estivesse com uma grande dívida num banco e alguém tivesse feito o pagamento completo de sua dívida, o que você faria caso soubesse quem foi a pessoa que fez essa generosa oferta?

Jesus pagou o preço da condenação que recaíra sobe nós pecadores, para dar-nos a vida que pertencia a Ele. O inocente morreu pelo culpado. Se Jesus
estivesse aqui hoje, o que você lhe diria diante de um amor tão extravagante?

Adaptação: Pr. Emerson Nunes de Freitas
Departamental de Ministério Pessoal da Missão Piauiense

TEMA 3 - Segunda, Cristo nosso Resgatador (SS 2020)


semana santa iasd 2020 tema 3

TEXTO CHAVE: Êxodo 12:14

“Este dia vos será por memorial, e o celebrareis como solenidade ao Senhor; nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo”.


INTRODUÇÃO



A arte de ensinar é algo muito especial. No transcurso de nossa vida, a maioria de nós já tivemos professores que parece que brincavam com o conhecimento e, meio que sem querer, quando menos esperávamos, não só já havíamos absorvido o conhecimento como também já estávamos apaixonados por aquela disciplina que antes não nos parecia tão interessante.

PERGUNTA PARA A PARTICIPAÇÃO


Você já teve um professor(a) que fez você se apaixonar por sua matéria
pela maneira como ele(a) ensinava? Você poderia compartilhar um pouco
dessa experiência?

1. RELIGIÃO E ALEGRIA


Quanto mais conhecemos a Bíblia, mais nos surpreendemos com o Deus
que ela revela. Um Deus compassivo, misericordioso, bondoso, amigo e justo; mas também um Deus das cores, da variedade, da alegria e também extremamente criativo.

Ao longo do ano, o Senhor havia orientado Israel, por meio dos seus profetas, a celebrar sete festas. Essas festas, além de trazer ao povo a alegria do
encontro, tinha um propósito didático para os israelitas e para todos quantos
se chegassem a eles. Em outras palavras, enquanto celebravam entre amigos
e irmãos, aprendiam as grandes verdades do plano de Deus para suas vidas.


Não é surpreendente perceber essa maneira criativa com a qual o Senhor
escolheu revelar Sua vontade a Seu povo?

PERGUNTA PARA A PARTICIPAÇÃO


Porque muitas vezes associamos a religião com monotonia, tristeza e silêncio? Será que poderia ser diferente? Que ideia você poderia dar para tornar os momentos do culto religioso mais agradáveis, felizes, criativos e didáticos?

Celebrada na primavera, a Páscoa era a primeira e a mais importante festa anual de Israel.

2. A ORIGEM DA PÁSCOA



LEIAM JUNTOS ÊXODO 12:1-14.

A Páscoa foi instituída no dia em que Deus libertou os filhos de Israel do
cativeiro do Egito.

Nesse dia, quando todos os primogênitos do Egito morreram, o Senhor passou por cima da casa dos israelitas e poupou seus primogênitos, ao ver o sinal do sangue do cordeiro sacrificado que havia sido passado nos umbrais das suas portas. A palavra Páscoa significa literalmente passar por cima.

Durante a festa da Páscoa Israel celebrava sua libertação do cativeiro do
Egito. Por meio desta festa as gerações de Israel foram ensinadas a confiar
em Deus e a amá-lo.

PERGUNTA PARA A PARTICIPAÇÃO



Além de celebrar a libertação do cativeiro do Egito, para que mais a festa
da Páscoa apontava?

LEIAM JUNTOS 1 CORÍNTIOS 5:7; MATEUS 27:50, 51

A libertação do cativeiro do Egito era, ela mesma, um símbolo de uma
maior e final libertação que Deus daria ao Seu povo de todos os tempos.

Da mesma forma que o sangue de um cordeiro inocente, passado nos umbrais
das portas dos israelitas no Egito libertou seus primogênitos da morte, o sangue do Cordeiro de Deus derramado na cruz, traria total e final libertação da
consequência do pecado que é a morte eterna.

Foi por isso que ao avistar Jesus, João Batista exclamou:

“Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (Jo 1:29).

Por meio da Páscoa, Deus lembrou o povo o que Ele fez por eles no Egito
e lançava os olhares deles para o cumprimento de Sua promessa de que enviaria Seu Descendente, Seu Filho, para dar Sua vida em resgate de muitos.

PERGUNTA PARA A PARTICIPAÇÃO



Uma vez cumprida a profecia que a Páscoa apontava, que outra festa foi
estabelecida por Jesus depois de Sua morte, em substituição à Páscoa?

LEIAM JUNTOS 1 CORÍNTIOS 11:23-26

CONCLUSÃO



Assim como o sangue do cordeiro pascal livrou da morte os primogênitos
de Israel no Egito, o sangue de Cristo, passado em nossos corações, nos livrará de uma vez por todas da morte eterna.

Por isso, referindo-se aos salvos no grande dia de Deus, João declara: “São estes os que vêm da grande tribulação, lavaram suas vestiduras e as alvejaram no sangue do Cordeiro” (Ap 7:14).

PERGUNTA FINAL



Você também aceita, neste dia, ser lavado pelo sangue precioso do
Senhor Jesus?

Adaptação: Pr. Emerson Nunes de Freitas
Departamental de Ministério Pessoal da Missão Piauiense

TEMA 2 - Domingo, Cristo nosso substituto (SS 2020)


semana santa iasd 2020 tema 2


TEXTO CHAVE: Gênesis 3:15

“Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”.


INTRODUÇÃO



Uma das doenças mais temíveis em todo o mundo é o câncer. Podemos dizer que essa enfermidade se transformou em uma verdadeira pandemia. Só em 2018 essa doença foi responsável por mais de 9,6 milhões de óbitos em todo o mundo, segundo dados da OPAS/OMS Brasil.

Dentre as coisas mais desalentadoras na luta contra essa enfermidade é
que, em alguns casos, quando se extrai o tumor de um lugar, ele, em algumas situações aparece em outro lugar.

Felizmente os tratamentos contra essa enfermidade têm sido cada vez
mais eficazes e esperamos que dentro de algum tempo poderemos nos libertar para sempre desse mal.

PERGUNTA PARA A PARTICIPAÇÃO



Como a batalha que havia sido iniciada no céu foi transportada para a
terra? Leia os textos de Apocalipse 12:7-12 e Gênesis 3:1-6.

1. ILUSÃO DE ÓTICA



Em Gênesis 3:5 Satanás engana nossos primeiros pais com a promessa de
que ao desobedecerem a Deus, comendo do fruto da árvore que fora proibido, eles seriam iguais a Deus.

Na verdade, segundo Gênesis 1:26, Adão e Eva já eram imagem e semelhança de Deus. Eles não precisavam de mais nada para alcançar esse objetivo. 

A única coisa que conseguiriam com a desobediência, era justamente o contrário: eles deixariam de ser imagem e semelhança de Deus ao passarem a possuir, a partir dali, a tendência pecaminosa.

O engano é uma das armas mais perigosas do inimigo de Deus. Ele tenta
vestir de “beleza”, de “atratividade” e até de “ingenuidade”, o que ele sabe
que não pode apresentar como é na realidade.

PERGUNTA PARA A PARTICIPAÇÃO



Uma nota de dinheiro falsa consegue enganar as pessoas por ser muito parecida com a cédula verdadeira. O que isso tem a ver com a maneira como Satanás trabalhou e ainda trabalha para nos enganar?

Na verdade, a única coisa que o pecado conseguiu fazer conosco foi nos
tornar semelhantes a Satanás (pela nossa tendência pecaminosa) e condenar-nos ao mesmo fim que ele terá: a morte. Isso foi exatamente o que Deus havia dito a nossos primeiros pais.

2. SEGUNDA CHANCE



O texto chave de hoje nos diz que um descendente de Eva travaria uma
grande batalha contra Satanás. Gênesis 3:15 profetiza que a serpente lhe feriria o calcanhar, mas que o Descendente de Eva lhe feriria a cabeça, derrotando-o completamente. 

Este texto é reconhecido, por quase todos os teólogos, como sendo a primeira promessa messiânica da Bíblia. Uma profecia sobre o libertador que esmagaria a cabeça da serpente.

Junto com o pronunciamento da pena da desobediência de Adão e Eva, a
expulsão do jardim e a consequente morte, veio a promessa do Descendente,
que traria ao primeiro casal e a todos nós, uma SEGUNDA CHANCE.

Quando Caim, o primeiro fi lho de Adão e Eva nasceu, eles pensaram que ele seria o libertador. No texto hebraico de Gênesis 4:1 Eva diz: “Adquiri um varão, o senhor”.

A espera do Messias marcou todas as gerações dos patriarcas de Israel.

PERGUNTA PARA A PARTICIPAÇÃO



Como você se sente quando suas expectativas não são atendidas? Leia os
textos a seguir e compartilhe suas impressões como o grupo: Habacuque 2:3;
Gálatas 4:4; 2 Pedro 3:8, 9; e Hebreus 10:36-39.

Cada cordeiro inocente que era sacrificado em lugar do pecador que deveria morrer, era apenas um símbolo do que Deus faria ao enviar o Seu Filho para morrer em nosso lugar. Maravilhoso Amor!

CONCLUSÃO



Quão bondoso foi Deus! A justiça divina exigia que o pecado recebesse a
penalidade, mas a misericórdia divina já havia encontrado uma forma de
redimir a raça humana caída: pelo sacrifício voluntário do Filho de Deus
(1Pe 1:19, 20; Ef 3:11; Ap 13:8).

Cristo não sairia ileso dessa batalha. O texto chave de hoje (Gn 3:15) diz
que a serpente lhe feriria o calcanhar. Em Zacarias 13:6 há um texto que
Ellen White no livro
Atos dos Apóstolos, p. 126, aplica a Jesus.

Quando os pecadores redimidos chegarem no céu, perguntarão a Jesus:

“Que feridas são essas nas Tuas mãos? Dirá Ele: São as feridas com que fui ferido em casa dos Meus amigos (Zc 13:6)”.

Jesus será o Único ser do universo que carregará por toda a eternidade as
marcas do preço pago pelo pecado.

PERGUNTA PARA A PARTICIPAÇÃO



Leia João 20:25-28. O que Tomé disse ao tocar nas feridas do Cristo ressuscitado? Qual serão suas palavras hoje acerca do que Ele fez por você?

Adaptação: Pr. Emerson Nunes de Freitas
Departamental de Ministério Pessoal da Missão Piauiense

TEMA 1 - Sábado, Amor Escrito com Sangue (SS 2020)


semana santa iasd 2020 tema 1


TEXTO CHAVE: Apocalipse 13:8

“E adorá-la-ão todos os que habitam sobre a terra, aqueles cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo”.


INTRODUÇÃO



Eduardo* é pai de dois filhos ainda pequenos, de 10 e 12 anos. Depois de 20 anos de trabalho, ele conseguiu comprar dois terrenos e, mesmo ainda não tendo casa própria, Eduardo disse que esses dois terrenos servirão para o pagamento da faculdade de seus filhos quando chegarem à idade determinada.

Antes que venham os desafios, um pai previdente e que ama procura preparar o melhor para seus filhos.

Acontecimentos históricos da Bíblia e da igreja

DATA         ACONTECIMENTO 

1750 a.C Jacó vai para o Egito com sua família.
1250 a.C Moisés lidera o Êxodo do povo hebreu para terra prometida.
1010 a.C Saul reina sobre Israel.
1006 a.C Davi rei de Israel
966 a.C Fim do reinado de Davi Salomão assume o trono.
926 a.C Fim do reinado de Salomão. O reino é dividido: Roboão reina sobre Judá(02tribos) / Jeroboão reina sobre Israel (10 tribos)

722 a.C O Reino do Norte (Israel) é conquistado pela Assíria.
627 a.C Jeremias é chamado por Deus, Judá paga tributo a Assíria.
626 a.C Inicio do ministério de Jeremias
612 a.C Assíria é conquistada por Babilônia
612 a.C Nínive capital da Assíria é saqueada.
609 a.C Jeoaquim reina em Judá como vassalo do Egito. Até 598 a.C
609 a.C Jeocaz é levado cativo para o Egito pelo faraó Neco.
609 a.C O rei Josias é morto em Megido, combatendo Neco faraó do Egito
608 a.C Jeoiaquim inicia o seu reinado sobre Judá
606 a.C Habacuque inicia o seu ministério profético
605 a.C O Egito é derrotado por Babilônia na batalha de Carquemis. São levados os primeiros cativos judeus, inclusive Daniel e seus amigos.


O período entre os testamentos da Bíblia

periodo intertestamentario

O período entre os Testamentos presenciou agitação e mudanças — momento de reordenação das potências tradicionais e do apogeu de uma tradição cultural do Oriente Próximo, dominante havia quase três mil anos.

Na história bíblica, os quase quatrocentos anos que separam os dias de Neemias do nascimento de Cristo são denominados “período intertestamentário” (c. 432-5 a.C.). As vezes chamados “anos de silêncio”, foram tudo, menos silenciosos. Os acontecimentos, os escritos e as forças sociais desses anos moldariam o mundo do NT.

Seriam os 7 reis de Apocalipse 17 sete papas?

7 reis 7 papas ap 17

“Aqui está o sentido, que tem sabedoria: as sete cabeças são sete montes, nos quais a mulher está sentada. São também sete reis, dos quais caíram cinco, um existe, e o outro ainda não chegou; e, quando chegar, tem de durar pouco.” (Apocalipse 17:9-10; ARA)

De há uns anos a esta parte tem-se espalhado, cada vez mais, a noção de que estes sete reis mencionados neste capítulo profético do livro de Apocalipse correspondem literalmente a sete papas que exerceram o seu pontificado desde 1929, altura em que, pelo Tratado de Latrão, se formalizou a existência do estado do Vaticano como estado soberano, neutro e inviolável sob a autoridade do papa. 

Assim como os privilégios de extraterritorialidade sobre o palácio de Castelgandolfo e das três basílicas de São João de Latrão, Santa Maria Maior e São Paulo Extramuros tendo, por outro lado, o Vaticano renunciado aos territórios que havia possuído desde a Idade Média e reconhecido Roma como capital da Itália.

10 Dias de Oração IASD 2020 - Slides Power Point

baixar slides 10 dias oracao iasd power point 2020

Os 10 dias de oração e 10 de jejum programação organizada pela Igreja Adventista na América do sul irá ocorrer entre 6 e 15 de fevereiro de 2020.

Promova um culto especial para usar o sermão abaixo que irá sensibilizar os membros em relação ao assunto.

Organize um movimento de oração intercessora por quem está afastado e escolha 5 amigos com quem você deseja estudar a Bíblia no próximo ano.

Atualize a lista de pessoas que não frequentam mais a igreja e organize um cronograma de visitas. Esse será o primeiro contato para convidá-las a participar dos 10 dias de Oração.


Sermão XXV (Adicional): A OBRA DO ESPÍRITO SANTO

obra do espirito santo biblia

INTRODUÇÃO

Antes de Sua ascensão ao Céu, Cristo prometeu aos Seus discípulos que enviaria o Espírito Santo: – Atos 1:8

Essa promessa cumpriu-se por ocasião do Pentecostes (Atos 2); porém a Sra. White declara que "a grande obra do evangelho não deverá encerrar-se com menos manifestação do poder de Deus da que a que assinalou o seu início." (O Grande Conflito, p. 611).

Como a promessa do Espírito Santo é extensiva também aos "últimos dias" (Atos 2:17-21), muitos cristãos sinceros têm acalentado dúvidas com respeito à[s modernas manifestações "carismáticas" e "pentecostais" Seria isso o cumprimento da profecia bíblica?.

Para uma melhor compreensão do assunto, analisaremos qual é o verdadeiro conceito bíblico sobre a "Obra do Espírito Santo".

Basicamente, a obra do Espírito Santo pode ser dividida em dois aspectos:

(a) A obra do Espírito Santo em chamar os pecadores ao arrependimento e neles tornar eficaz o sacrifício expiatório de Cristo. Esta obra que é de natureza universal, isto é, que o Espírito Procura efetivar em todos os seres humanos, diz respeito à salvação.

(b) Porém aparece também um outro aspecto da Sua obra, que visa a capacitar aqueles que já se submeteram ao Seu chamado à salvação, com um poder especial, de acordo com as necessidades, para testemunhar aos outros pecadores, da salvação em Cristo. Esta é portanto uma capacitação de natureza evangelística.

E, nesta oportunidade, além de analisarmos esse duplo aspecto da obra do Espírito Santo, consideraremos também as condições para sermos cheios do Espírito Santo e também as evidências de que Ele habita em nós.

Sermão XXIV: O DOM DE PROFECIA

dom profecia egw

INTRODUÇÃO

Durante o longo curso da História Deus escolheu homens e mulheres para serem Seus porta-vozes especiais: os profetas. A estes o Senhor Se revelava em sonhos e visões (Núm. 12:6). 

Um profeta é "alguém inspirado e comissionado por Deus para instruir o povo e predizer eventos futuros." (Benjamin Davidson. The Analytical Hebrew and Chaldee Lexicon, p. 530).

Porém, dentre os que reclamam o dom de profecia, há também aqueles que não foram inspirados e comissionados por Deus, e, portanto, são falsos profetas. A Bíblia nos adverte a esse respeito com as seguintes palavras: – I João 4:1
Mas quais são as evidências bíblicas de que um profeta é verdadeiro?