Os 9 Pecados mais graves registrados na Bíblia (O 9º é imperdoável)

Piores Pecados citados na Bíblia

A Bíblia sagrada é um livro completo, nela qualquer pessoa pode encontrar a luz para iluminar seus caminhos (Salmo 119:105), nela também estão contidos os erros de grandes homens, e as consequências deles, por que Deus não omite as falhas de seu povo, até mesmo por que a forma como ele lidou com eles no passado é a mesma como lida conosco hoje, e esses relatos nos servem de exemplo.

'A justiça exalta as nações, mas o pecado é o opróbrio dos povos'. (Pv 14:34),

Nesse artigo você vai descobrir quais são os 7 Pecados mais graves registrados na Bíblia, e por que eles são tão terríveis. Todo pecado é grave e causa perdição, mas existem alguns que são destacados por serem mais comuns e perniciosos, vejamos quais são.


LISTA PIORES PECADOS



1 - IDOLATRIA


Esse é um dos pecados mais condenados nas escrituras, e ao mesmo tempo um dos mais comuns no qual as pessoas caem, a armadilha da idolatria é dupla:

1 Por fisgar a atenção do adorador para ídolos inúteis, que desviam de Deus;

2 Por enganar as pessoas e torna-las insensíveis à voz do verdadeiro Deus, e cegas para enxergar a verdade; 

'Prata e ouro são os ídolos deles, obra das mãos de homens. Têm boca e não falam; têm olhos e não vêem; têm ouvidos e não ouvem; têm nariz e não cheiram. Suas mãos não apalpam; seus pés não andam; som nenhum lhes sai da garganta. Tornem-se semelhantes a eles os que os fazem e quantos neles confiam'. (Salmo 115)

Muitos são fisgados pela idolatria ao crer na suposição de que adorando imagens, e venerando 'santos' estariam de forma indireta também prestando reverência a Deus, já que esses são representantes dele. 

Mas Deus não precisa de intermediários quando a parte envolvida diz respeito a adoração, alguém pode interceder a Deus em favor de outro, mas desde que ambos estejam vivos. Após a morte não há possibilidade de mudança de sentença, nem capacidade humana para fazer nada em prol de ninguém, veja:

'Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, porque a sua memória jaz no esquecimento'. (Ecl.9:5)

'E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo'. (Hb 9:27)

A idolatria no antigo testamento esteve relacionada diretamente ao paganismo praticado no Egito, Babilônia, Assíria e nas nações que Deus expulsou da terra de Canaã.

Esses reinos antigos possuíam uma panteão com algo em torno de 600 deuses, entre eles, alguns mencionados na Bíblia são: 

Marduke: Ou merodaque era a deidade maior dos caldeus, na antiga Babilônia;

Moloque: Era uma entidade cananeia para quem se faziam sacrifícios de crianças;

Dagon: Era o deus da filistia, que tinha cabeça de peixe;

deus dagon cabeça de peixe

Baal: Era o deus da fertilidade e das chuvas, seu culto foi vastamente aumentado no reinado de Acabe e Jezabel em Samaria, e combatido pelo profeta Elias;

Astarte: Era uma deusa conhecida como 'rainha dos céus' para quem as mulheres faziam bolos e ofereciam libações. (Jr 44:17-25)

Rá: Era o deus sol no antigo Egito; 

Tut: Era a deidade representada pelo rio Nilo, no Egito. 

IDOLATRIA MODERNA


Os ídolos são bastante comuns também nos tempo atuais, e as pessoas continuam praticando a idolatria sob o pretexto de fazer isso como caminho intermediário para Deus.

Um dos ídolos mais adorados no mundo atualmente é a virgem Maria, mulher santa mas que nunca foi alvo de adoração na Bíblia, pelo contrário, sempre procurou desviar a atença de si para Cristo, o contrário do que o mundo faz hoje, desviam a atenção de Cristo para ela. (Jo 2:5) 

A adoração a ela é muito semelhante e representa o mesmo quadro de adoração idólatra que causou apostasia em Israel, ocasionando o cativeiro babilônico.

Alguns também adoram os pais da igreja e os patriarcas da igreja primitiva: São Pedro, São Paulo, São João, São tomas de Aquino, São Jerônimo.

Há também o costume de beatificar pessoas que se destacaram na vida por grande demostração de piedade, e os que se fazem devotos desses ídolos, afirmam que assim agem por terem recebido 'graça' ou algum outro benefício/milagre que reputam a eles. 

Dessa forma a isca da idolatrai têm arrastado milhões para o engano e perdição, e é muito difícil para o idólatra, convencer-se de sua condição.

A idolatria também está associada a ganância e avareza, daqueles que fazem do dinheiro um deus. Ao apetite e aos desejos da carne, como também ao costume dos jovens de se tornarem fãs de determinado artista. Na verdade qualquer coisa que ocupe o o lugar de Deus em nossa vida constitui-se idolatria. 

Passagens bíblicas que condenam a idolatria: 

2 Crônicas 21, Isaías 44, Oseias 9, Jonas 2:8, Salmo 115, Atos 17, I Coríntios 10:14, Gálatas 5:19,20.

2 PROSTITUIÇÃO


A prostituição era diretamente associada com a adoração às deidades pagãs no antigo testamento (2 Re 23:7), haviam até prostitutos e prostitutas cultuais, que eram indivíduos que se submetiam a servirem de objetos de prazer para os que se entregavam a adoração desses ídolos.

Esse pecado foi um dos que causaram a destruição de Sodoma e Gomorra, e a morte de muitas pessoas no tempo de Balaão, quando Balaque o chamou para amaldiçoar o povo de Deus, e por três vezes ele só conseguiu abençoar. 

Mas depois, usando de estratégia diabólica, promoveu uma festa, que serviu de armadilha, para levar os filhos de israel à prostituição, veja:

'Tenho, todavia, contra ti algumas coisas, pois que tens aí os que sustentam a doutrina de Balaão, o qual ensinava a Balaque a armar ciladas diante dos filhos de Israel para comerem coisas sacrificadas aos ídolos e praticarem a prostituição'. (Apocalipse 2:14)

Por causa desse pecado Moisés teve que mandar exterminar 24 mil pessoas, a história completa está registrada no livro de Números capítulo 25.

Perigos da Prostituição:

1 Prejudica pessoas e atrairá condenação sob elas;

2 Corrompe a moral do individuo, tornando-o escravo dos desejos;

'Fugi da impureza. Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo'. (1 Coríntios 6:18)

Veja Também: 

👉 Prostituição, armadilha do Diabo para destruir Famílias

👉 Pornografia: A doença do Século


3 INCREDULIDADE


A incredulidade é motivo pelo qual Deus se vê impossibilitado de agir na vida de muitos, para quase todo milagre que Jesus fazia ele dizia no fim: 'vai, a tua fé te salvou', ou seja, no tempo de Cristo muitos sofriam de enfermidades, tribulações, e até possessões demoníacas, mas Cristo só poderia curar aqueles que crescem.

Ele mesmo falou: 'Tudo é possível ao que crê' (1 Coríntios 6:18).

Deus só pode salvar quem crer nele:

'Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam'. (Hebreus 11:6)

Se alguém é incrédulo está cometendo um pecado que o condiciona a nunca receber os milagres de Deus, inclusive a salvação.

A incredulidade foi a causa do povo de Deus ter que passar 40 anos no deserto, vagando e sofrendo com a demora, e se não fosse a interseção de Moisés o quadro poderia ter sido bem pior.

'E contra quem se indignou por quarenta anos? Não foi contra os que pecaram, cujos cadáveres caíram no deserto? E contra quem jurou que não entrariam no seu descanso, senão contra os que foram desobedientes? Vemos, pois, que não puderam entrar por causa da incredulidade'. (Hb 3:17-19)

'Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo! (Hb 3:12)


4 ORGULHO


O orgulho é uns dos pecados mais perigosos e mortais, por que não é algo do que as pessoas se envergonhem. Quem trai, rouba ou mente, sente vergonha e pode assim, buscar arrependimento, mas quem é orgulhoso (a) geralmente não percebe isso, e dessa forma fica complicada a mudança de vida.

O orgulho foi o responsável pela queda de lúcifer no céu, ele não quis reconhecer que estava errado, da mesma forma quem dá lugar a esse sentimento dificilmente atentará para os próprios erros, a pessoa orgulha é reconhecida pelas seguintes características:

- Dificuldade de aceitar opiniões;

- Tendência de culpar os outros, e nunca a si;

- Forte espírito de competição, buscando ser 'a melhor' em tudo;

- Sentir-se mal quando outros são elogiados ou mais destacados que eles no campo em que atuam;

- Vêm a humildade como fraqueza, por isso preferem sofrer e desistir de algo, do que demonstrarem o erro.

Esse pecado se torna particularmente terrível por que ninguém costuma ser punido ou disciplinado por ser orgulhoso, e dessa forma persiste no erro, o orgulho não causa escândalo, e exatamente por isso vai crescendo como um verme mortal, corroendo a alma.

Pessoas na Bíblia que pereceram por causa do orgulho:

- Saul, rei de Israel que depois de ser rejeitado, começou a ter ataques de fúria;

- Judas, Preferiu enforcar-se, a arrepender-se de seu erro de desejar grandeza terrena;

- Pilatos, Condenou um inocente para preservar sua posição e status;

- Zedequias, último rei de Judá poderia ter aceitado a submissão ao rei Nabucodonosor em troca da vida, mas teve que presenciar a morte dos filhos, em seguida teve os 2 olhos vazados, morreu como prisioneiro na Babilônia por que não suportava a ideia de perder sua posição e ser humilhado, acabou sofrendo o pior.

VENCENDO O ORGULHO


A Bíblia também apresenta a bela história de um homem que venceu o orgulho, sendo por isso grandemente abençoado, obteve a cura para a lepra, uma doença aterrorizante na época.

Foi o general Naamã, comandante das tropas Sírias, quando visitou o profeta Eliseu, esse o mandou mergulhar 7 vezes no rio Jordão para ficar são.

Naamã percebeu ser aquela uma grande humilhação para ele, mergulhar num rio sujo de um país inimigo, quando em sua pátria havia rios melhores e mais limpos. 

Mas se ele tivesse indo embora com seu orgulho, na certa teria continuado leproso até o fim da vida, por isso decidiu aceitar a condição apresentada pelo profeta, e na mesma hora que saiu da água, a sua pele se tornou como a de uma criança. (2 Re 5)
 

5 MENTIRA


A mentira é um pecado semelhante ao orgulho, mas geralmente vêm acompanhada de outros pecados.

Quando alguém rouba ou trai, pelo fato de não querer ser descoberto fará uso da mentira para preservar sua reputação, e com isso atrairá condenação dupla sobre si.

'Seis coisas o SENHOR aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos'. (Pv 6 16-19)

Observe nessa lista de provérbios que a mentira aparece 2 vezes. Também o livro de Apocalipse afirma acerca da nova Jerusalém, que na parte de:

'Fora ficam os cães, os feiticeiros, os impuros, os assassinos, os idólatras e todo aquele que ama e pratica a mentira'. (Apocalipse 21:27 e 22:15)

Quem tem o costume de mentir precisa abandona-lo o quanto antes, por que esse hábito identifica quem o pratica com o diabo, e pode até torná-lo filho de satanás, veja:

'Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira'. (João 8:44)

OUTRO EXEMPLO



Ananias e Safira foi um casal mencionado no livros de Atos, que sofreu morte súbita em decorrência de uma mentira que contaram a respeito de um campo que venderam para doar o valor como oferta para a igreja primitiva.

Eles reteram parte da oferta, e dissimularam dizendo que estavam entregando tudo, quando na verdade não estavam. A punição foi imediata, você pode comprovar o resultado em Atos dos apóstolos capítulo 5.

EXISTE MENTIRA BOA ❓


A Bíblia registra episódios nos quais as pessoas mentiram e estavam num contexto em que, com isso, fizeram a vontade de Deus, por exemplo:

A Prostituta Raabe teve que mentir quando os guardas de Jericó vieram a procura dos espias que se esconderam em sua casa, ela os havia escondido, mas mentiu dizendo que já tinham ido, e apesar de Deus não aprovar a mentira, recompensou essa atitude dela, veja:
  
'Pela fé, Raabe, a meretriz, não foi destruída com os desobedientes, porque acolheu com paz aos espias. (Hb 11:31)

Se ela tivesse falado a verdade, é possível que não tivesse sido salva. 

Complexo de se entender isso.

Sansão também mentiu diversas vezes para Danila sobre o segredo de sua força, e enquanto esteve mentindo estava seguro, mas quando falou a verdade, revelando o segredo do seu nazireado, Deus o abandonou.

Mas essa situação de Sansão já era bastante corroída pela conduta imoral dele, em permitir-se estar constantemente no ambiente inadequado ao seu chamado, e o resultado mais cedo ou mais tarde seria a ruína, como ocorreu.

6 FEITIÇARIA


Uma das maiores, senão a maior feiticeira da Bíblia foi Jezabel, sua fama a fez objeto de exprobação mundial, ela teve morte terrível, veja (2 Re 9).

Deus mandou Moisés advertir ao povo de forma clara:

'Não se achará entre ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem necromante, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR.' (Dt 18:10-12)

As formas de feitiçaria mais comuns hoje em dia, são réplicas do que era praticado pelos pagãos mencionados no antigo testamento, mas o mais pernicioso tipo de feitiçaria que existe atualmente é a que se disfarça de cristã.

Observe, por exemplo, que a doutrina espírita se baseia na premissa da necromancia, ou seja, consulta aos mortos. Ato que como vimos acima, é abominação na Bíblia. Mas nem por isso deixam de demonstrar a aparência de fé cristã, esse mal dissimulado assim, é muito mais sutil e devastador.

Existem também religiões evangélicas que usam a Bíblia, mas estão arraigadas em dogmas da feitiçaria, como por exemplo a crença na imortalidade da alma.

Saiba mais: 👉 17 Provas que a alma morre

7 REBELDIA E TEIMOSIA


A repreensão do profeta Samuel ao rei Saul, realça o perigo desses dois pecados irmãos:

'... a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e a obstinação é como a idolatria e culto a ídolos do lar'. (1 Samuel 15:23)

E veja que ele equipara com a idolatria e feitiçaria. Saul fora pacientemente orientado a cumprir o mandado de exterminar os amalequitas e tudo o que possuíam, mas achou melhor poupar alguns rebanhos sob o pretexto de ofertar ao Senhor, e isso ficou patenteado como uma mancha em seu caráter, não apenas pela desobediência, mas pela postura rebelde de considerar a própria opinião acima da de Deus.

O FILHO TEIMOSO


Essa é uma das advertência mais severas, e para muitos, incompromissível, mostrando como a justiça de Deus pode ser bastante dura em alguns casos.

'Se alguém tiver um filho contumaz e rebelde, que não obedece à voz de seu pai e à de sua mãe e, ainda castigado, não lhes dá ouvidos, seu pai e sua mãe o pegarão, e o levarão aos anciãos da cidade, à sua porta, e lhes dirão: Este nosso filho é rebelde e contumaz, não dá ouvidos à nossa voz, é dissoluto e beberrão. Então, todos os homens da sua cidade o apedrejarão até que morra; assim, eliminarás o mal do meio de ti; todo o Israel ouvirá e temerá.' (Dt 21:18)

Nós vivemos em um tempo de graça, e episódios como esse parecem injustos, mas tudo o que Deus faz é perfeito, até mesmo quando executa sua ira contra o pecador.

O PECADO DE ACÃ


Acã foi um israelita que esteve na batalha de Jericó, quando os muros da cidade ruíram após 14 dias de cerco.

Ele fez parte do exército que atacou a cidade. Naquela ocasião, as pessoas e o despojo conquistado deveriam ser condenados ao 'Anátema' para a destruição total, mas ele cobiçou o ouro e roupas que encontrou nuca casa e os escondeu em sua tenda.

Em decorrência disso, Deus afastou-se do povo, que veio a sofrer grave derrota na cidade vizinha chamada 'Ai'.

Josué orou e Deus revelou que a derrota foi devido a infidelidade e rebeldia praticada por um homem, foram lançadas sortes para descobrir o culpado, e finalmente ele reconheceu sua falta, mas só depois de haver sido exposto e desmascarado.

'Dentre os milhões de Israel apenas um homem houve que, naquela hora solene de triunfo e juízo, ousara transgredir a ordem de Deus. A cobiça de Acã foi despertada à vista daquela custosa capa de Sinear; mesmo quando ela o levou em face da morte, ele a chamou "uma boa capa babilônica". Um pecado arrastara outro, e ele se apropriou do ouro e da prata dedicados ao tesouro do Senhor - roubou a Deus as primícias da terra de Canaã. O mortal pecado que determinara a ruína de Acã teve suas raízes na cobiça, um dos mais comuns e mais levianamente considerados dentre todos os pecados. Enquanto outras faltas são descobertas e castigadas, quão raramente apenas desperta censura a violação do décimo mandamento. A enormidade deste pecado, e seus terríveis resultados, são a lição da história de Acã'. (EGW - PP 496)

8 TRAIÇÃO


Ai dos que causarem escândalos:

'Disse Jesus a seus discípulos: É inevitável que venham escândalos, mas ai do homem pelo qual eles vêm! Melhor fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma pedra de moinho, e fosse atirado no mar, do que fazer tropeçar a um destes pequeninos'. (Lucas 17)

A traição de Judas e o seu fim é um exemplo do resultado da traição, principalmente contra aqueles que fazem o trabalho de Deus, pois ele os têm em alta conta, e cobrará pela mal causado a seus filhos.

Tudo o que de mal se faz contra alguém retornará na mesma medida sobre o ofensor, mais cedo ou mais tarde a justiça de Deus retribuirá os ímpios, mas aqueles que traíram e se arrependerem serão perdoados, no entanto terão que demonstrar espírito humilde e contrito, capaz de suportar angústia, assim como ocorreu com Davi e com Pedro.

Deus é misericordioso, Judas pereceu por que recusou a oferta de perdão oferecida por Cristo, Pedro também traiu a Cristo, mas chorou amargamente por isso e Deus o perdoou, tendo sido aperfeiçoado pela provação, tornou-se um grande líder na igreja primitiva.

'Nesse tempo, muitos hão de se escandalizar, trair e odiar uns aos outros; levantar-se-ão muitos falsos profetas e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos. Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo'. (Mateus 24 10-13)

Nem todos estão preparados para sofrerem escanda-los ou terem que lidar com traição e ofensa, o verdadeiro caráter cristão é testado nessa hora, aqueles que se apegarem a Cristo e perdoarem os ofensores são descritos na passagem como os que serão salvos.

Amar os inimigos é o padrão de perfeição apresentado no evangelho.

Ninguém pense que por não ser descoberto passará impune no juízo, por que na justiça divina não existe impunidade, e:

'... Deus julgará os impuros e adúlteros'. (Hb 13:4)

Agora vamos descobrir qual é o pior pecado citado na Bíblia. 😯

9 BLASFÊMIA CONTRA O ESPÍRITO SANTO


Pecado imperdoavel

Todos os pecados citados aqui, anteriores a esse, são passíveis de perdão e de reconciliação, mas a blasfêmia contra o Espírito Santo é um pecado imperdoável, não haverá nesse mundo nem no vindouro a possibilidade de graça para quem o cometer, Jesus falou claramente sobre isso.

Esse é o pior de todos os pecados registrados na Bíblia, e muitas pessoas o estão cometendo exatamente agora. É preciso ter cuidado para não deixar que isso ocorra com você.

'Por isso, vos declaro: todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada. Se alguém proferir alguma palavra contra o Filho do Homem, ser-lhe-á isso perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será isso perdoado, nem neste mundo nem no porvir'. (Mt 12:31,32)


O QUE É?


A Blasfêmia contra o Espírito Santo é quando o indivíduo deixa de corresponder ao chamado de Deus.

Todo dia, cada pessoa faz escolhas. Toda escolha traz em si a inclinação para o bem o para o mal. Cada escolha certa fortalece a capacidade moral de fazer mais escolhas certas, e cada escolha errada, corrói a capacidade e condiciona a pessoa a tomar mais decisões erradas. O Ciclo é interrompido pelo esforço decidido de abandonar o mal.

Quando alguém se afasta de Deus, ele chama de volta, batendo à porta do coração (Ap 3:21), quando a pessoa rejeita, o coração vai ficando mais frio e insensível.

Esse processo é bastante longo, em alguns casos, leva a vida inteira para se desenvolver e o caso da pessoa ser decidido, mas em outros, com poucos anos o afastamento se torna tão grande que a pessoa fica totalmente alienada de Deus, e pior ainda, sem perceber o estado em que se encontra. isso é o pecado imperdoável.

Portanto, se você sente tristeza e medo de ter cometido esse pecado, isso por si só já é uma evidência de que não o cometeu. 

Quem cometeu o pecado imperdoável não tá nem aí pra isso, está tão distante de Deus que pra ela não faz diferença se está com Deus ou não, Deus deixa de ter valor para ela, e o chamado dele é continuamente desprezado. É triste dize-lo, mas existem muitas pessoas nessa condição, infelizmente

DEUS PERDOA QUALQUER PECADO?


Com certeza, Deus perdoa tudo que você fizer de errado, mas ele só pode perdoar quem se arrepende, quem não se arrepende está cometendo o pecado imperdoável, não por que Deus não perdoe, mas por que ela não quer o perdão, e não dá a mínima pra ele.

Como o Espirito Santo é quem nos convence do pecado, a blasfêmia contra ele está relacionada a postura de impenitência e persistência em não abandona-los.

Pelos fatos narrados por Jesus vemos que os fariseus estavam atribuindo a Belzebu os milagres que ele fazia, e isso veio a ser um ato de blasfêmia, ou seja, reputar as obras de Deus como sendo do mal, e as obras do mal como sendo de Deus, e Jesus os advertiu que essa conduta estaria colocando eles no caminho do pecado imperdoável.

Existem 2 contextos básicos em que o pecado imperdoável é cometido

CONTEXTO 1 


Quem está cometendo o pecado imperdoável certamente não está aqui lendo isso, por que não procura nada relacionado a Deus. É um cético, ateu, incrédulo ou escarnecedor que só sabe zombar e ridicularizar tudo que diga respeito a Bíblia, a Deus e a oração.

Essa conduta em si não é o pecado imperdoável, por que muitos dos que antes foram assim, hoje servem a Cristo. Mas a permanência nela, não havendo mudança diante da longanimidade e sucessivos convites da graça pode ocasionar o estado irremediável de blasfêmia.

SAIA DO ABISMO


Os passos que levam ao cometimento do pecado imperdoável e a consequente perdição são:

1 - Entristecer o Espirito Santo;

2 - Resistir ao Espírito Santo;

3 - Apagar o Espírito Santo;

4 - Extinguir o Espírito Santo;

5 - Blasfemar contra o Espírito Santo.

Todos nós podemos está em algum nível dessa escala, mas o nível em que devemos nos colocar é o de estar 'cheios do Espírito Santo', aí a segurança é total.

São 3 as ocasiões em que Deus não pode mais fazer nada pelo ser humano:

1 - Quando ele morre;

2 - Quando ele comete o pecado imperdoável;

3 - Quando a porta da graça se fechar, pouco tempo antes da 2ª vinda de Cristo.

CONTEXTO 2 


Quem está cometendo o pecado imperdoável pode ser cristão nominal, e mesmo líder em uma igreja, mas estando encobrindo uma vida dupla, com vícios ocultos, dos quais não se arrepende.

Muitas pessoas pedem oração para ficarem curadas, para que assim possam ter mais vitalidade para adulterar, enganar, defraudar e buscar os próprios interesses, para esses vejam o que João, em sua primeira carta recomenda que façamos:

'Se alguém vir a seu irmão cometer pecado não para morte, pedirá, e Deus lhe dará vida, aos que não pecam para morte. Há pecado para morte, e por esse não digo que rogue'. (I Jo 5:16)

O pecado para a morte é o mesmo pecado imperdoável, e aqui refere-se a essa atitude de usar a graça de Deus para propósitos perversos.

Saiba de uma coisa importante:

A capacidade que Deus tem de perdoar, é maior que a capacidade que você têm de pecar. Mas toda essa capacidade só terá efeito na vida daquele que reconhecer seus erros, confessar, se arrepender, se humilhar e aceitar gratuitamente a graça perdoadora.

'... onde abundou o pecado, superabundou a graça' (Romanos 5:20).

No dia do juízo, os que se perderem estarão assim não por que Deus não perdoou, mas por que eles não quiseram o perdão dele. E os que estiverem salvos não será por que nunca pecaram, mas que mesmo pecando, se arrependeram dos seus erros, e Deus os perdoou, por mais graves que fossem.


Saiba mais: 👉 Como saber se não cometi o pecado imperdoável?



CONCLUSÃO



O pecado é a transgressão da lei de Deus (1 Jo 3:4). É a separação de Deus que leva o homem ao estado vulnerável de se tornar vítima do pecado. Da mesma forma, o caminho da fidelidade é o alinhamento dos nossos caminhos com os caminhos de Deus. O Pecado não pode ser vencido sem decidido esforço, a graça de Deus só terá efeito sobre aqueles que verdadeiramente se arrependerem.

Nesse artigo você descobriu quais são os 9 Pecados mais graves registrados na Bíblia, o que achou desse conteúdo? deixe um comentário abaixo com suas considerações. 😉

VEJA TAMBÉM


- 12 Armas Comuns Usadas Pelo Diabo
- Como ler a Bíblia 2x em 1 Ano
- A Última Esperança (Vídeos WhatsApp)

- Bacharel em Teologia AQUI