Quando o sucesso é fracasso, e o fracasso é sucesso

Sucesso fracasso biblia

Você já viu uma situação de fracasso transformar-se em sucesso? Definir o que é fracasso e o que é sucesso parece ser muito simples para nós mortais. O difícil é definir o que é fracasso e sucesso aos olhos de Deus. 

Ele não vê como vê o homem. 

“Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor, porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.” (Isa. 55:8 e 9). 

SUCESSO X FRACASSO


O que para nós pode ser um sinal de evidente sucesso, pode ser um retumbante fracasso aos olhos dAquele que conhece o futuro desde o princípio. As Escrituras nos dizem que Deus é amor, mas em algumas circunstâncias temos dificuldade para discernir esse amor por entre as lágrimas e suspiros de angústia. 

Mas é justamente neste ponto que entra a fé. Fé é permitir que Deus seja Deus, que Ele faça o que quiser, que nos leve para onde não sabemos, e ainda assim confiar que Ele conhece o caminho, conhece o destino, e que este destino será aquele que eu escolheria se pudesse ver como Ele. 

Se nós pudéssemos ver toda a linha de nossa vida, ver o fim desde o princípio, escolheríamos os mesmos caminhos pelos quais a providência de Deus nos tem levado. 

ROMANOS 8:27


A Bíblia diz que “todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus. Este verso foi especialmente importante no início de minha juventude quando estava começando a conhecer ao Senhor. 

Quando começamos a buscar a Deus, Satanás costuma trazer provações para que fiquemos confundidos com a pergunta: se Deus está ao meu lado, porque estas coisas ruins estão acontecendo? 

Mas a Bíblia esclarece: “Todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus”. E Deus só permite estas provações quando pode vislumbrar algum proveito nelas para nosso crescimento. É o poder e a sabedoria de Deus que conseguem tirar doce do amargo, alegria da tristeza, sucesso do fracasso. 

Este verso (Rom. 8:28) foi especialmente importante no início de minha juventude, quando estava começando a conhecer e buscar a Deus. Eu era professor em um Colégio Adventista em São Paulo, e como morava com os pais, estava tentando chegar em casa para o almoço. 

A precariedade do transporte fazia com que você tivesse que esperar muito tempo se perdesse um ônibus. Quando vi o coletivo, fiz esforço para chegar ao ponto, estender a mão, apenas para ver o ônibus ir embora, com o motorista rindo de mim. 

Senti vontade de falar um palavrão, mas como cristão, eu não podia falar uma coisa destas. Neste momento o Espírito Santo trouxe à minha mente este verso precioso. Segundos depois, parava o carro de um conhecido, que me deixou em casa muito antes de o ônibus chegar. 

É por isso que o cristão é orientado por Deus a louvar sempre, mesmo no meio da dor. 

“Em tudo daí graças, porque esta é a vontade de Deus para convosco”, disse Paulo em I Tess. 5:18. 

O cristão louva sempre, não porque esteja sempre compreendendo a situação, mas porque sabe que Deus a compreende. O cristão não louva a Deus pelo que vê com seus olhos naturais, mas porque enxerga com os olhos da fé a ação poderosa de Deus em seu favor. 

Paulo achava que o melhor para sua vida era ser libertado de um tal de “espinho na carne”, e por esta libertação ele orou três vezes. E você sabe qual foi a resposta do Senhor? 

“A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Foi por isso que Paulo disse em seguida: “De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo. Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando sou fraco, então é que sou forte.” ( II Cor. 12:8-10).

Por isso ele também disse: 

“Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação, não atentando nós nas cousas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas.” ( II Cor. 4:17 e 18). 

Algumas pessoas podem estar hoje sofrendo por exemplo por um mau casamento, pensando que foram abandonadas por Deus. 

Pois foi justamente por problemas no casamento que Deus me revelou não a necessidade da separação, mas de transformação de minha natureza, para minha salvação. Louvado seja Deus pelos problemas e fracassos de nossa vida, se amamos a Deus e temos procurado andar com Ele.

“Em vos converterdes e em sossegardes, está a vossa salvação; na tranqüilidade e na confiança a vossa força”. (Isa. 30:15).

Deus te abençoe.